Sejam todos bem-vindos ao Conhecimento Provisório!


 
InícioInício  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
rafaeluroz

avatar

Localização : Sao Paulo (Brasil)

MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Sex Nov 04, 2011 11:38 am

Prezado Carlos
Sonhos sao sonhos, mas eu me recuso a deixar de sonhar (os sonhos positivos, altruitas e de cresciimento me dao VIDA).
A verdade é que quando vejo um forum e grupo como o de Ormus dos EUA do Barry me excita a imaginaçao e começo a sonhar com algo semelhante no Brasil, mas voce tem razao VAMOS EN FRENTE, com o que temos hoje, mas sem deixar de sonhar jamais.
Muita Paz, muita Luz e muiro Ormus, para todos os meus amigos,
Rafael
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Paulo Silva




MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Seg Nov 07, 2011 7:07 am

Bom dia!! Aos amigos da sala. Que nada Rafael tem mais coisa para acrescentar olha só. Carlos está corrreto o creme estava com 10.10 de ph já lavei 8 vezes e baixou para 10.02 ph. O que deduzimos? A quantidade que eu coloquei de soda caustica ainda é muito elevada se bem que foi colocado muito menos que da primeira vez que eu fiz com o ormus reforçado. Carlos qual é a quantidade de soda caustica que vc usa para elevar o ph? Não precisa ser preciso somente um valor para se ter um parâmetro, se é 30ml,50ml, 70ml, 100ml, qual?A mesma pergunta faço para o ÁCIDO, qual a quantidade? A outra parte que eu coloquei vinagre e limão está com aspecto bem melhor e também com ph menor em torno de 9.65 ph.Eu vou continuar lavando e verificar o que vai acontecer.Eu faço com agua quente.Agora entendo se a pessoa começar com vinagre não poderá acrescentar outro tipo de ácido somente vinagre. Se começar com limão somente limão. Em vez de usar limão poderei usar o acido citrico sintético, diluindo em água? Deixo precipitar dentro de um armario de ferro mas faço durante o dia e não coloco plástico preto. Tem algum problema não colocar? Não incide nenhuma quantidade de sol onde eu faço o processo.
Em relação ao primeiro experimento que eu fiz com ormus reforçado que também errei, eu guardei ele em um recepiente para depois trabalhar com ele. Eu verifiquei qeu esta com ph alto em torno de 13.80 ph, por quanto tempo poderei guarda-lo?
O Ormus que está na água vai continuar na água? O pote de plástico é fechado.
É amigo Rafael ainda temos muita coisa para acrescentar, desta maneira vai chegar um tempo que vai estar fechado o procedimento e vai ser bem mais fácil para todos os novos ou velhos participantes ( eu tiro Carlos , que é macaco velho, desculpa que é gato bruxinho, rsrsrsrrsrs).
Muita paz e luz.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Carlos Ferreira

avatar

Zodíaco : Peixes Horóscopo chinês : Cachorro
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Seg Nov 07, 2011 8:06 am

Amigo Paulo, eu uso vinte litros de água de cada vez e o peso seco da soda caustica que uso para fazer a solução que misturo na água é de cem gramas, ou seja cinco gramas por litro de água. Quanto ao acido depende do acido. Eu uso somente acido muriatico e a quantidade que uso para fazer baixar o PH é somente 50 mililitros. Mas tome nota, só se usa o acido depois de lavar e retirar a agua que fica por cima do precipitado.
É claro que no que diz respeito a quantidades de soda caustica ou ácido depende também da qualidade dos produtos e da sua potencia. As indicações que lhe dei mais acima pode não se aplicar aos produtos que o amigo está a usar. É por essa razão que eu sempre evito dar uma receita com quantidades. Cada produtor terá de ajustar esse aspecto de acordo com os produtos de que dispõe no local ou país onde vive.
Continue, está indo bem, só precisa conter a impaciencia. Quanto ao fazer o precipitado de dia não há problema desde que o faça em ambiente escuro e o deixe precipitar ao abrigo dos campos magnéticos. Não esqueça que de noite o Sol se encontra do outro lado da Terra e esta serve de escudo magnético.

Que a luz fique connosco
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Paulo Silva




MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Seg Nov 07, 2011 7:15 pm

Boa noite!! A todos.
Então com as respostas do amigo Carlos eu suspeito que já encontrei o erro.
O amigo falou que coloca 5 gramas de soda caustica por litro de agua . Eu fiz uma solução de soda caustica super concentrada porque eu falo isso? Eu fiz a solução de soda caustica da seguinte forma: Eu peguei mais ou menos 500 ml de agua destilada e coloquei bastante lentinha de soda caustica, muito mais que 5 gramas deve ter sido umas 100 gramas ou até mais eu não pesei na hora. É muito provável que o erro tenha iniciado neste momento. Eu pensei , vou concentrar a soda caustica para colocar menos só que na hora eu coloquei mais e uma alta concentração. A sua soda caustica parece ser bem fraquinha bem diferente da que eu fiz talvez o erro esteja na concentraçao da soda caustica.
O que você acha Carlos?
Aquele primeiro material em que eu fiz com o ormus reforçado eu guardei em um recepiente de plástico em um armário de ferro posso deixar lá até poder refazer o processo com calma e conserta o que foi feito de errado?
Muita paz e luz.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Carlos Ferreira

avatar

Zodíaco : Peixes Horóscopo chinês : Cachorro
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Ter Nov 08, 2011 3:31 am

Perguntar evita muitos erros e o amigo acaba de evitar mais um. As cinco gramas por litro não se referem à solução de soda caustica e água distilada mas sim ao total de soda caustica que depois é misturada com a água com sal. Faça assim: Se o amigo vai preparar cinco litros de água e sal para daí precipitar o Ormus só precisa de vinte e cinco gramas de soda caustica diluida em muito pouca água. Para essa quantidade de soda caustica um copo médio de água é suficiente para fazer a solução. Depois é só verter lentamente toda a solução de soda caustica enquanto agita a água e sal vigorosamente para providenciar uma boa dispersão.Se depois de medir o PH verificar que precisa de um pouquinho mais volta a fazer mais um pouco de solução de soda caustica, mas não se apresse, deixe que a reacção termine antes de fazer o ajustamento.

O amigo está quase a chegar...é só continuar a andar devagarinho mais um pouco.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
robson.melo

avatar


MensagemAssunto: Filtro   Qui Nov 10, 2011 12:38 pm

Quando o dileto Carlos fala em filtro de café, ele está a dizer filtro de papel ou filtro de pano? Depois que li a receita do ormus ouro em que aparece um filtro diferenciado, fiquei com essa dúvida. Eu faço com filtro de papel, mas tenho aqui um filtro de plástico (ou coisa parecida) que filtra de forma bem menos sofrida a solução salina. O que fiquei temeroso é que o filtro plástico retenha alguma partícula que não deveria ser retida, pois desconheço o tamanho das partículas que cada filtro retém (filtro de papel, filtro de pano, e filtro de plástico).

Quando filtro a solução no coador de papel, quase como regra, o sal parece entupir o coador e a filtragem vira um processo lento, muito lento. Quando termino de coar, a solução já esfriou, e aí a precipitação rápida foi para o brejo.

Para situar, o filtro de plástico é um que se usa para coar óleo. Nesse filtro, eu côo a solução quase instantaneamente, só fica no filtro ciscos que exista na solução. É só isso que se objetiva filtrar, ou o excesso de sal também?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Carlos Ferreira

avatar

Zodíaco : Peixes Horóscopo chinês : Cachorro
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Qui Nov 10, 2011 1:14 pm

Amigo Robson, A ideia é filtrar com um tipo de filtro bem fechado, exactamente para não deixar fugir Ormus nenhum. O filtro que recomendo é o de café, quanto a levar muito tempo isso é só parte do trabalho e nada mais. Por enquanto não consegui inventar Ormus instantaneo por isso teremos que usar o tempo que fôr necessário. Mas se encharcar o filtro de papel antes de iniciar a filtragem consegue filtrar mais depressa.

Não percebi a sua questão quando disse :-- "Quando termino de coar, a solução já esfriou, e aí a precipitação rápida foi para o brejo."-- Só se coa o precipitado depois de precipitar...não percebo como é que faz para fazer a precipitação depois de coar
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
robson.melo

avatar


MensagemAssunto: Classificação   Qui Nov 10, 2011 1:28 pm

Elementos monoatômicos e diatômicos encontrados na água do mar:
Ouro, Prata, Cobre, Platina, Osmio, Rodio, Rutenio, Iridio. Paladio, Niquel, Cobalto

Famílias:
1B - Cobre (Cu), Prata (Ag), Ouro (Au).
8B - Rutênio (Ru), Ósmio (Os), Cobalto (Co), Ródio (Rh), Irídio (Ir), Níquel (Ni), Paládio (Pd), Platina (Pt).

Períodos:
4º - Cobalto (Co), Níquel (Ni), Cobre (Cu).
5º - Rutênio (Ru), Ródio (Rh), Paládio (Pd), Prata (Ag).
6º - Ósmio (Os), Irídio (Ir), Platina (Pt), Ouro (Au).

Como diria meu inesquecível professor de química: são todos elementos de transição, ou seja, possuem subnível d incompleto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
robson.melo

avatar


MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Qui Nov 10, 2011 1:35 pm

Eu côo depois de dissolver o sal. Nesse momento não há precipitado na água, a não ser que a solução esteja supersaturada, aí sim o sal começa a se acumular no fundo.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Carlos Ferreira

avatar

Zodíaco : Peixes Horóscopo chinês : Cachorro
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Qui Nov 10, 2011 1:44 pm

Entendido. Tinha entendido mal a sua questão. Molhar bem o filtro antes de coar ajuda a coar mais rápido. Se usar um filtro seco leva mesmo muito tempo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Paulo Silva




MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Sex Nov 11, 2011 12:49 pm

Boa tarde! A todos os amigos da sala. O amigo Robson esta de volta muito bom tê-lo de volta. O amigo Carlos fez uma colocação que eu não entendi. Foi a seguinte: " A ideia é filtrar com um tipo de filtro bem fechado, exactamente para não deixar fugir Ormus nenhum " Como assim, não deixar fugir o ormus?
Eu estou usando um filtro de pano, aqueles para coar café que as pesssoas antigamente usavam. Eu mexo com uma colher a água com sal e vou colocando a soda caustica e mexendo normalmente com força. Então neste caso seria bom ultilizar aquele aparelho chamado de Mix para fazer vitmaminas, sucos ele sim mistura bem.
Muita paz e luz.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Paulo Silva




MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Sex Nov 11, 2011 1:23 pm

Eu esqueci de um outro detalhe. Pode levar ao fogo o preparado que atingiu 10,5 de ph, porque desta maneira vai decantar mais rapido (esta fase é aquela antes de lavar ). Vai ter algum problema? Demora muito para atingir o ph 10,5, quando vai vê a água esta fria e o precipitado só vai estar pronto umas 24 horas.
paz e luz.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Paulo Silva




MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Sex Nov 11, 2011 4:13 pm

Acabei de ler um lembrete que o Robson colocou:
" Haja equipamento! O mais difícil que vi, além da queima com gás inerte, é monitorar a temperatura de queima, ainda mais num dispositivo a gás, pois fogão elétrico não serve para fazer ormus (gera campo magnético) ".
O MEU FOGÃO É ELÉTRICO , então não posso fazer o ormus. Então o ormus que eu estou fazendo está errado?
Muita apz e luz.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
robson.melo

avatar


MensagemAssunto: Fogão   Sex Nov 11, 2011 5:53 pm

O fogão é elétrico, ou o acendedor das chamas é que é elétrico? Se for o segundo caso, basta desconectar da tomada e acender com fósforo.

No caso do fogão ser elétrico, lembre que todo condutor quando submetido a uma corrente elétrica, gera um campo magnético. Se o campo magnético é muito fraco, isso eu não posso dizer. Mas na dúvida, vamos ouvir o expert.

Dúvida: existe a questão da memória da água. Se eu aqueço a água num fogão elétrico (tipo cocktop), o magnetismo tem algum efeito persistente sobre a água, ou desligando o fogão elétrico a água imediatamente se desmagnetiza?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Carlos Ferreira

avatar

Zodíaco : Peixes Horóscopo chinês : Cachorro
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Sab Nov 12, 2011 4:19 am

Os amigos puseram questões interessantes. É nestes momentos que se percebe bem a antiga frase que diz que "uma imagem vale por mil palavras". Ora vamos lá a responder.


" A ideia é filtrar com um tipo de filtro bem fechado, exactamente para não deixar fugir Ormus nenhum " Como assim, não deixar fugir o ormus? .
Depois de filtrar a água e sal para remover sedimentos o amigo faz o precipitado. Esse precipitado, depois de lavado, pode ser separado da água atravéz de filtragem com um filtro de papel bem fechado. De facto, referindo-se a esta parte do trabalho( que é opcional) Barry Carter propõe que se usem vários filtros, uns dentro dos outros. Portanto temos que para obter o creme se pode retirar a água excedebte e depois evaporar ou então podemos simpçesmente filtrar com filtro de papel bem fechado e retirar com uma faca o creme que fica agarrado ao filtro. A razão porque eu recomendo a evaporação em vez da filtragem é porque a maioria de nós não dispõe de um laboratório esterilizado para trabalhar o que pode resultar numa bela cultura de bactérias no nosso creme de Ormus. Portanto, fervendo até evaporar, nós não só obtemos o creme como também o esterilizamos.
Para misturar a soda caustica uma colher de plastico serve muito bem mas já o filtro de café de pano não é muito bom. Se não consegue arranjar filtros de papel então use vários filtros de pano uns dentro dos outros.

"Pode levar ao fogo o preparado que atingiu 10,5 de ph, porque desta maneira vai decantar mais rapido"
Se o objectivo é acelerar a precipitação, deve aquecer a água ANTES de misturar a soda cáustica na primeira fase ou deve aquecer ANTES a água que vai usar para as lavagens na segunda fase.

"Demora muito para atingir o ph 10,5" A demora que encontra em chegar a PH 10,5 deve-se à sua falta de prática. Comigo s´o leva cerda de dois minutos... hoje...no meu início levava várias horas e muitas vezes excedia a medida. Vá trabalhando no processo e vai ver que com o tempo a operação se torna muito fácil.

"O MEU FOGÃO É ELÉTRICO , então não posso fazer o ormus"
Se o seu fogão é dos que tem aquecimento elétrico não é conveniente que faça o aquecimento da água ou a evaporação nele porque mesmo que o campo gerado seja pequeno ao evaporar vai expôr o seu ormus durante muito tempo a esse campo electromagnético e isso pode carregar o seu Ormus até ao ponto em que o Campo de Meissener entra em colapso e nesse caso o amigo já não tem Ormus mas sim um produto coloidal, o qual, embora possa ser ingerido, já não tem as propriedades do Ormus.


"existe a questão da memória da água"
A água guarda na sua memória o quer que seja que lhe forneçam em forma de informação vibracionale estrutura.se de acordo com essa informação. Essa informação é depois passada a outras moléculas de água com as quais a água estruturada entre em contacto. Isso em si não prejudica o Ormus só que este também é programavel e vai absorver a informação da água estruturando-se de acordo com a informação dela. Se o iniciante não souber como carregar o seu Ormus então este Ormus só vai ter como informação a vibração de um campo eléctrico. No caso de pessoas com cancro por exemplo, a última coisa que necessitam é de serem expostos a campos eléctricos porque estes são um belo auxiliar das células cancerosas. Pra carregar correctamente o Ormus com a intenção, o que importa não são as palavras que pensa no momento da carga mas sim O SEU ESTADO DE ESPIRITO. Não basta desejar´intelectualmente é preciso SENTIR EMOCIONALMENTE.

A água só perde a sua carga electromagnética quando fôr posta em contacto com o solo. Nesse momenro a carga esvai-se para a Terra ... e a água também ...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
rafaeluroz

avatar

Localização : Sao Paulo (Brasil)

MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Sab Nov 12, 2011 6:41 am

Meus estimados amigos, e especialmente ao Carlos, quanta informaçao importante e esclarecedora (só com os esclarecimentos e explicaçoes dadas aqui neste post sobre Ormus pelo Carlos daria para escrever um livro, alias uma excelente ideia, pois que eu saiba só existe o livro da Chris Emont, em Ingles sobre Ormus e parace que nao existe possibilidade, por enquanto para lançalo no Brasil ou em Portugal).
Sobre a intençao e o carregamento do Ormus me parece um assunto muito importante e delicado do Ormus. (Eu sei o quanto é importante o estado de espirito do terapauta e do paciente num tratamento qualquer que seja a tecnica empregada e por isso sempre me preparo mentaçlmente e espiritualmente sempre que vou começar qualquer sessáo de Terapia).
Se o Carlos e voces acharem valido vou fazer um procedimento sobre a parte de preparaão mental e espiritual na preparaçao do Ormus e depois passo para o Carlos dar uma revisada antes de colocar aqui (como fiz com a receita basica do Ormus.
Só me digam se acham que pode ajudar, que eu começo a trabalhar nisso neste fim de semana mesmo.
Abraços fraternais e muita Luz!
Rafael
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Paulo Silva




MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Sab Nov 12, 2011 8:37 am

Bom dia!! A todos da sala. Tudo que venha acrescentar para ajudar na conclusão de fazer o Ormus é bem vindo se o amigo Rafael puder dar esta ajuda seria de bom grado. Agradeço ao amigo.
O meu fogão é elétrico ligando na tomada não é somente o acendedor ele não usa o botijão de gás. Joguei tudo fora porque ele foi contaminado pelo campo magnético gerado pelo fogão.
Se eu esquentar a água neste fogão eletrico e depois usa-la no recepiente onde esta o precipitado, poderei fazer isso? O precipitado estará longe do fogão elétrico e protegido com recepiente de aço.
Outra questão é a água destilada feita em destilador elétrico tem algum problema? O aparelho é eletrico então deve gerar algum campo magnético.
Influi a pessoa ultilizar está água para fazer o ormus?
Muita paz e luz.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
robson.melo

avatar


MensagemAssunto: Etc   Sab Nov 12, 2011 9:06 am

O amigo poderia comprar um daqueles de fogareiros de pipoqueiro, se suas posses o permitirem. Aí mataria essa questão dos campos magnéticos. Já quanto ao destilador, vamos observar a recomendação do expert. Como diz um colega meu, quem sabe as coisas faz menos força e anda menos! hehehehe

Carlos, lembro de ler um texto de um suposto iniciado em alquimia que estava tendo dificuldades para o preparado alquímico dar resultado, mesmo tendo seguido todas as instruções. Aí dizia ele que se lembrou da importância da intenção e aplicou um reiki sobre o preparado, e a "receita" deu certo.

O que acha de usar essa técnica (aplicação do reiki) quando estiver na fase crítica do processo de obtenção do ormus?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Carlos Ferreira

avatar

Zodíaco : Peixes Horóscopo chinês : Cachorro
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Sab Nov 12, 2011 9:42 am

O problema da água aquecida ou distilada com fogão eléctrico já foi respondido. No entanto direi novamente que podem usar a energia eléctrica para aquecer a água ou mesmo distilar desde que depois dêem a intençãoem conjunto com um estado espiritual e emocional genuino e em consonancia com a intenção.

Reiki é uma projecção de intenção que só funciona se acompanhada dos mesmos requisitos que a carga do Ormus tem. Portanto uma projecção Reiki e uma carga/intenção/emoção/espiritualidade são equivalentes. É como olhar a mesma imagem de outro angulo. Parece diferente mas o que se vê é o mesmo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Paulo Silva




MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Sab Nov 12, 2011 12:53 pm

Foi compreendido o que vc colocou Carlos. Então pode usar mas não é o ideal,certo.
Você fez a seguinte colocação: " [quote="Carlos Ferreira"]O problema da água aquecida ou distilada com fogão eléctrico já foi respondido. No entanto direi novamente que podem usar a energia eléctrica para aquecer a água ou mesmo distilar desde que depois dêem a intençãoem conjunto com um estado espiritual e emocional genuino e em consonancia com a intenção" .
E com a água de fonte natural ( DE POÇO ) que não foi destilada com o destilador elétrico e conseguentemente não foi afetada por nenhum campo eletromagnético segue o mesmo procedimento de dar intenção em conjunto com um estado espiritual e emocional genuíno e em consonância com a intenção?
Muita paz e luz.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Carlos Ferreira

avatar

Zodíaco : Peixes Horóscopo chinês : Cachorro
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Sab Nov 12, 2011 3:57 pm

a intenção é fundamental. Deve-se dar carga e intenção sempre que se faça Ormus.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
rafaeluroz

avatar

Localização : Sao Paulo (Brasil)

MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Dom Nov 13, 2011 7:25 am

Prezados colegas e amigos!
Conforme falei fiz uma pequena dissertaçao sobre o uso da Intençao e da Carga no Ormus (que tem importancia vital no processo, como nos lembra o estimado amigo Carlos). Gostaria de adiantar que este é o processo que eu utiliza e talvez para alguns possa parecer muito longo e cheio de detalhes, mas é fruto de muitas conversas com o amigo Carlos e pesquisas em antigos livros de Alquimia (e não podemos esquecer que o trabalho com Ormus esta diretamente afinado com o trabalho da Grande Obra e na verdade como o amigo Carlos já colocou aqui, é um dos primeiros passos para o trabalho maior.
Muito bem na mensagem a seguir vou colar o manuscrito diretamente no corpo da mensagem, pois nao sei como anexar arquivos aqui, mas se alguem quiser o arquivo a parte é só me pedir com o email que eu eviarei com prazer.
Bom trabalho a todos e muita Luz para todos nos!
Rafael
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
rafaeluroz

avatar

Localização : Sao Paulo (Brasil)

MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Dom Nov 13, 2011 7:27 am

Intenção, Carga. estado Espiritual e Emocional ao preparar Ormus

Neste pequeno e descompromissado artigo pretendo abordar os temas da Intenção, o Carregamento e o Estado Espiritual e Emocional do operador ao preparar o Ormus pelo procedimento básico de água do mar ou água de fonte, poço mais sal.

Gostaria de ressaltar que estes procedimentos são os que eu uso normalmente e de certa forma podem parecer exagerados ou não ortodoxos, mas na minha pratica tenho comprovado que seguindo estrictamente estes passos, tenho obtido um Ormus de excelente qualidade.

Gostaria também de esclarecer que estes procedimentos são grandemente inspirados pelo estimado amigo Carlos Ferreira, que muito me honra com sua amizade e conselhos, alem de pesquisas em livros de Alquimia, bem como são resultado também da minha pratica do dia a dia como Terapeuta Naturalista, onde tenho oportunidade de aplicar muitos destes princípios.

Com estes prolegomenos, vamos então aos procedimentos propriamente ditos.


DA PREPARAÇAO ANTES DA COLETA DA AGUA

A água é o liquido da vida, mais de 60% da terra, e composta por água e líquidos. O mesmo acontece com o nosso corpo.
“Como encima, assim é embaixo” A Tábua Esmeralda – Hermes Trimegistos”

Já foi demonstrado que a água é um meio com capacidade de gravar todos os pensamentos e emoções. (ver as experiências de Prof. Emoto), por isso acredito que, devemos desde o momento de fazer a coleta da água, estar imbuídos de positividade e boas intenções. Normalmente gosto de fazer uma prece particular (cada um pode usar a sua, seja crista, budista, ou qualquer outra), colocando uma emoção positiva nesta oração ou prece.

DURANTE A COLETA DA AGUA

No momento da coleta (a qual prefiro fazer a noite, e se possível noite sem lua), agradeço ao espírito da terra e da água pela dádiva do precioso liquido e ao mesmo tempo reafirmo mentalmente que essa água será usada para o bem maior e para beneficio de muitos.
A água vai para um recipiente de plástico de 20 litros, o qual posteriormente coloco dentro de sacos plásticos pretos. Se vou trabalhar na fazenda, tenho um local apropriado (é um cômodo ventilado, mas independente da casa principal, com três grandes armários de metal, um para guardar a água, outro para guardar os utensílios de uso e um terceiro menor para guardar os produtos químicos. Se for trabalhar em casa na cidade, tenho um local também semelhante, na garagem para tal fim. De qualquer forma os dois locais são protegidos de qualquer interferência eletromagnética e olhares indiscretos. Também tomei a precaução de analisar os locais radiestesicamente para verificar que não haja interferências geomagnéticas no solo.
Tanto a água do meu poço particular, como de uma fonte perto da minha casa na cidade foram analisadas em laboratório apresentando excelente qualidade para consumo e com um ph entre 7,5 e 8,0.

DO INICIO DOS TRABALHOS
A preparação da água com o sal (evidentemente se for água do mar, pulamos este passo).

Normalmente gosto de fazer todas as operações à noite (e preferencialmente noite sem lua), isto torna o procedimento mais demorado, mas gosto de trabalhar a maneira dos velhos alquimistas, principalmente para entrar no “clima” e afinar o meu emocional com o trabalho da Obra.
Já a partir desta fase costumo usar uma vestimenta apropriada à moda dos antigos alquimistas (se estiver na fazenda uso esta roupa especial, que uso somente para isso, desde a coleta, mas se estiver na cidade evidentemente uso a roupa, somente quando da preparação, em casa para evitar constrangimentos e perguntas indiscretas).

NOTA. Esta vestimenta consiste num blusão que cobre meu corpo todo com mangas compridas e com capuz (a cor é um marrom escuro), assemelhasse muito a roupa dos antigos alquimistas ou de monges. È muito importante também que durante toda a operação o capuz esteja por cima da cabeça, desta forma estaremos focando totalmente a atenção no procedimento e evitaremos interferências indesejáveis, existe outra razão, mais ligada a alquimia e as tradições herméticas, o importante neste momento é focar totalmente a intenção na Obra e evitar distrações, mas posso dizer também que este tipo de vestimenta, a cor, o formato e especialmente o capuz sobre a cabeça, protegem o operador de interferências etéreas ou astrais, alem de “afinar” o operador com a egregora dos antigos alquimistas.

Faço uma nova oração (você pode fazer a oração ou prece de sua preferência), agradeço ao criador a oportunidade de participar da Obra e espero, em sinal de reverencia, um sinal para iniciar a operação (no meu caso especifico esse sinal aparece como um arrepio na espinha que me indica que a operação esta “liberada” pelo alto para iniciar, mas pode ser qualquer sinal ou aquela certeza no seu intimo que a operação esta em consonância com o BEM.

DURANTE OS TRABALHOS INTERMEDIARIOS

Durante todo o resto da operação, em todas as etapas, como coar, precipitar, lavar, etc,, procuro estar focado somente na operação, sem musicas nem distrações e com o capuz por cima da cabeça, em atitude de reverencia. Também durante o preparo vou “carregando” o preparado, com emoções positivas e a emoção alegre de estar fazendo um trabalho para o BEM maior e ajuda de outros.

Entre uma operação e outra (ou entre uma noite e outra), o preparado, seja qual for a fase, recebe toda a minha atenção, como se fosse a gestação de um novo ser, que deve ser tratado com delicadeza e devoção, mas com a alegre expectativa do nascimento (o final do preparado).

A FINALIZAÇAO DO PROCEDIMENTO (INFUSAO DA INTENÇAO)

Ao finalizar o preparado e antes de fechar hermeticamente o frasco de aço inox, preparado para receber o Ormus, elevo o preparado ao céu (sempre a noite), agradeço ao altíssimo pela oportunidade de mais este trabalho e nesse momento infundo a intenção. Se o Ormus vai para algum paciente em especial, com algum problema especifico a intenção de melhoria é infundida através de uma concentração forte com um forte componente emocional, (o tempo dessa intenção normalmente é dado pelo meu intimo, e varia de caso para caso, mas normalmente sinto uma sensação de completude dentro de mim, quando já foi suficiente).
Se o Ormus se destina ao meu consumo ou para alguma pessoa em geral sem problemas específicos a intenção se centra em boa saúde, harmonia e bem estar em geral.

NA TOMADA DO ORMUS

Se eu mesmo for tomar o Ormus, agradeço novamente ao Altíssimo e procuro entrar num estado de alegria e bem estar antes de tomar. O mesmo procedimento deve ser recomendado a pessoa que vai tomar o Ormus, se a situação for difícil, por doença grave, procuro, brincar ou até contar casos alegres, para infundir um estado de alegria no paciente antes de tomar o Ormus.
NOTA! Isso é muito importante, não podemos esquecer que a água (é o Ormus é na sua maioria água, com “algo” mais), grava tudo é pode se impregnar facilmente de pensamentos dissonantes e inarmônicos.

RESUMINDO

Trabalhe sempre com o espírito alegre, de quem esta fazendo o trabalho do BEM, e agradeça ao Deus de seu coração e sua compreensão pela oportunidade de estar trabalhando na Grande Obra.

QUE O AMOR E A LUZ, ESTEJAM SEMPRE CONOSCO!

“Sorria, você esta sendo amado” (frase na traseira de um caminhão – autor desconhecido)

Rafael


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Carlos Ferreira

avatar

Zodíaco : Peixes Horóscopo chinês : Cachorro
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   Seg Nov 14, 2011 11:04 am

Faço notar aos confrades e amigos que a enfase dada pelo nosso estimado Rafael ao aspecto do uso de um capuz, de preferencia de cor do marron ao violeta é de grande importancia para todos os praticantes da arte, especialmente para os que agora se estão a iniciar porque há uma necessidade absoluta de concentração mental e paz espiritual durante todo o processo. Com muito tempo e muita prática é possível, em caso de necessidade, dispensar o capuz mas para isso o praticante deve já ter chegado à fase em que mentalmente consegue criar uma barreira que exclui todos os sons e influencias ambientes. Essa capacidade leva vários anos a adquirir pelo que os iniciados se devem abster de tentar este procedimento sob pena de terem um produto muito incerto no final do seu trabalho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
robson.melo

avatar


MensagemAssunto: Tabela periódica...    Qua Nov 16, 2011 3:42 pm

Aproveitando aquele post que fiz na semana passada, todos os elementos monoatômicos ou diatômicos estão entre os chamados metais de transição?

Carlos disse que iria se ater aos elementos que estão presentes no mar. Oficialmente ou oficiosamente ele tem notícias de mais quantos já descobertos?

As estruturas dos átomos são restritas a monoatômicas e diatômicas, ou há outras estruturas com propriedades tão extraordinárias como as já citadas?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
QRMUS -- MÉTODOS DE EXTRAÇÃO
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 5 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
 Tópicos similares
-
» M.D.C. - (todos os valores)
» Deus tem sempre uma resposta, para tudo para todos (Deus nos surpreende - Bruna Karla).
» Calcule a soma de todos os números inteiros maiores do que -300 e menores do que 501 que não são múltiplos de 15
» A paz do Senhor a todos!
» Diante Deus Todos os Homens São Iguais... Mesmo ???

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Sejam todos bem-vindos ao Conhecimento Provisório! :: Conhecimento Provisório :: Ormus-
Ir para: